Você está procurando um grupo de componentes 12 velocidades?! Não procure mais, conheça o SRAM NX Eagle!

Com os constantes avanços tecnológicos no mundo do Mountain Bike, as nossas opções como consumidores crescem. Cada dia mais novos equipamentos são lançados para que nossa experiência pedalando seja mais profissional, e ao mesmo tempo, muito prazerosa. 

Grupo SRAM NX Eagle

Muito se discute sobre transmissões no que diz respeito às variações de peso, funcionamento, durabilidade e principalmente, preço. 

Assim, para aqueles que procuram um equipamento de ponta, mas com um preço acessível, a SRAM traz o grupo NX Eagle, com 12 velocidades. Anteriormente, apenas os grupos de ponta da marca possuíam 12 velocidades, mas aos poucos, os grupos mais acessíveis também passaram a oferecer esta opção. Primeiro, o “irmão mais velho” GX apresentou este opcional, agora, o grupo NX.

Não conhece os grupos SRAM? Clique e conheça as suas características!

SRAM NX Eagle

“A tecnologia Eagle™  revolucionou a experiência no mountain bike oferecendo aos ciclistas uma solução de 1 coroa que foi construída para ser leve, resistente e intuitiva, com uma amplitude de marchas para pedalar em qualquer terreno. A transmissão NX Eagle™  é a nova adição ao ecossistema Eagle™ e compartilha tecnologias dos grupos XX1, X01 e GX, o que o faz 100% compatível dentro deste ecossistema. NX Eagle™ é acessível, trazendo os benefícios da linha Eagle™ e sua performance para mais ciclistas do que nunca” (trecho retirado da página SRAM NX Eagle).

Já da para ver que o intuito da marca é oferecer a tecnologia Eagle por um preço acessível, e as vantagens não param por aí. Vamos analisar os novos componentes abaixo.

Passador de marchas 

Passador Grupo SRAM NX Eagle 12 velocidades.
Passador Grupo SRAM NX Eagle 12 velocidades.

Em questões de design, o passador teve modificações sutis no grafismo e no formato das alavancas. O componentes possui tecnologia de regulagem das alavancas, que permitem até 3 configurações, facilitando a organização de outros controles no seu guidão, como trava de suspensão, canote hidráulico, ou mesmo apenas se você prefere outra posição da alavanca. A tecnologia de troca também está presente, prometendo passagens rápidas, curtas e precisas ao longo de todo o cassete. O peso do passador é de aproximadamente 112g, fabricado em alumínio e plástico.  Vale lembrar que é compatível com todos os grupos Eagle.

Pedivela

Pedivela e coroa de 32 Dentes integram o grupo SRAM NX Eagle.
Pedivela e coroa de 32 Dentes integram o grupo SRAM NX Eagle.

Em relação ao modelo de 11 velocidades, o novo pedivela Eagle mudou em alguns aspectos. O próprio design e o encaixe da coroa são minimalistas e o formato dos braços é bem agressivo. Fabricado em alumínio 6000, é leve e resistente e está disponível em 3 comprimentos de braço: 165,170 e 175mm. Foi desenvolvido para uso com coroas que proporcionam engajamento com a corrente, em razão do formato dos dentes, apresentando maior aproveitamento. A novidade também está pelo sistema do movimento central DUB™ que promete ser compatível com a grande maioria de centrais do mercado, além de ter uma selagem melhor, evitando a contaminação com água e outros agentes. O peso do componente com braços de 175mm e coroa de 32 dentes é de aproximadamente 705g e este é compatível com toda a linha Eagle.

Coroas

Além da coroa de 32 dentes que acompanha o pedivela, são oferecidos outros 4 tamanhos para comercialização: 30, 34, 36 e 38 dentes. Todas são fabricadas em alumínio forjado, com sistema de encaixe SRAM direct mount, a coroa é encaixada na parte interna do pedivela e “parafusada”contra. Além disso, a tecnologia de engajamento com a corrente está presente em todos os modelos, que são compatíveis com toda a linha Eagle.

Corrente

Corrente do grupo NX Eagle: compatibilidade com todos os grupos da linha.
Corrente do grupo NX Eagle: compatibilidade com todos os grupos da linha.

A corrente NX Eagle possui construção com elos que aderem às engrenagens, proporcionando um maior engajamento na transmissão. Além disso, possui tecnologia de junção dos links que promete não necessitar ferramentas especiais para emendar ou soltar a corrente. Com 278g (na versão 126 links), é compatível com toda a linha Eagle.

Cassete

Destaque do cassete SRAM NX Eagle está na compatibilidade com freehubs de 8 ,9 e 10 velocidades, com encaixe de "estrias".
Destaque do cassete SRAM NX Eagle está na compatibilidade com freehubs de 8 ,9 e 10 velocidades, com encaixe de “estrias”.

Aqui está o componente mais bacana e inovador do grupo, o cassete SRAM NX PG1230 Eagle. Oferecendo a amplitude de subida da linha Eagle, o cassete 11-50 dentes promete ser versátil para os diversos tipos de pedal. A maior inovação do modelo é que você pode instalar a peça em freehubs de 8, 9 e 10 velocidades, sem a necessidade de adquirir um freehub específico para o grupo. Ou seja, agora você pode fazer um upgrade na sua transmissão sem a necessidade de trocar de roda/cubo, principalmente se você utiliza uma transmissão da concorrente, Shimano. Não é ótimo?! 

Pesando aproximadamente 615g, possui 8 cogs fabricados em aço e 4 cogs super resistentes fabricados em alumínio. O componente é compatível com toda a linha Eagle.

Câmbio traseiro

Câmbio traseiro do grupo SRAM NX Eagle.
Câmbio traseiro do grupo SRAM NX Eagle.

O câmbio traseiro NX Eagle apresenta roldana de 14 dentes que auxilia na capacidade de funcionamento com o cassete 10-50 ou 11-50. A tecnologia de funcionamento horizontal com trocas rápidas e precisas também está presente, além do conhecido sistema de tensão do cage, oferecendo um pedal silencioso e ainda mais preciso.

Fabricado em aço e alumínio, pesa aproximadamente 339g e é compatível com todos os níveis das transmissões Eagle.

Vale a pena?

Na opinião da Doutor Bicicleta, vale a pena sim. vamos destacar alguns pontos:

  • Veja bem, a tecnologia Eagle é investida em todos os grupos da linha SRAM, mesmo que os materiais e as características de funcionamento sejam diferentes entre os grupos. Assim, você tem um grupo com 12 velocidades, que tem todas as vantagens de uma transmissão de uma coroa e a amplitude deste grupo, com um cog de 50 dentes. 
  • O fato da marca ter criado um “ecossistema” oferece diversas opções de combinação para o consumidor, que pode por exemplo montar uma transmissão com corrente e cassete NX, câmbio XX1, passador GX e assim por diante. Isso representa uma economia para o ciclista, que pode utilizar componentes de ponta, que por sua vez são mais caros, e componentes intermediários, balanceando seu investimento.
  • A característica mais marcante deste grupo é a compatibilidade do cassete com freehubs de 8,9 e 10 velocidades. Nos outros grupos, há a necessidade de adquirir o freehub específico SRAM Eagle. No SRAM NX Eagle, não há esta necessidade, que representaria um custo adicional ao grupo.
  • O SRAM NX Eagle possui preço sugerido de aproximadamente R$ 2.999,00. Enquanto isso, o preço do grupo GX Eagle varia entre R$ 3.500,00 à R$ 3.800,00. Num primeiro momento, esta diferença não é gritante, mas como mencionado anteriormente, dependendo da transmissão que você tem na sua bike, há um custo adicional do freehub para adaptar a então linha Eagle.
  • Quando falamos do preço do grupo SRAM NX Eagle, acreditamos que ainda é elevado para o mercado brasileiro, considerando as outras opções disponíveis. Em países como os Estados Unidos, onde o poder de compra é maior, o valor dos componentes é muito mais acessível, tornando-o uma ótima escolha. Já no Brasil, é provável que cerca de 40% do custo deve ser proveniente de impostos (considerando a importação e distribuição para o lojista), portanto, o preço final pode ficar um pouco elevado.

Ainda assim, é uma ótima opção para o ciclista que procura um grupo de 12 velocidades. As vantagens deste tipo de transmissão como diminuição do peso da bike, melhoramento do visual sem a presença de cabos e até a simplicidade, considerando que numa transmissão com câmbio dianteiro você poderia ter algum problema com o componente, valem o investimento.

É importante lembrar que assim como todas as transmissões, existem variações que devem ser consideradas de acordo com o tipo de pedal praticado. Por exemplo, se você precisa de marchas de alta velocidade, vale a pena investir numa coroa maior e assim por diante.

Os produtos estão previstos para serem comercializados à partir de setembro de 2018 (conforme site da SRAM).

Veja também os reviews do pessoal do Pra Quem Pedala e Revista Ride Bike sobre o grupo:

Pronto! Agora você tem todas as informações para decidir se o investimento vale a pena para você! 

Conheça os grupos Shimano e suas principais características!

Veja como fazer a sua transmissão durar mais tempo!

Se você gostou desta matéria, tem alguma dúvida ou sugestão, deixe um comentário abaixo.

Se preferir, entre em contato:

E-mail: [email protected]

Whatsapp: (47)99790-1819

Facebook

Instagram

Novo Grupo SRAM NX Eagle – vale a pena?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *