Você conhece os grupos Shimano e as principais características que diferenciam estes grupos?

Um bom grupo de componentes na sua bicicleta influencia diretamente no seu desempenho. São diversas opções, níveis, tecnologias e preços disponíveis, mas você sabe quais são as principais diferenças apresentadas?

Nesta matéria em específico, vamos falar sobre os grupos de componentes para Mountain Bike da Shimano, empresa conhecida mundialmente pela fabricação de componentes para bicicleta. Possui uma linha vasta de produtos com diversas tecnologias, oferecendo opção para cada nível de ciclista.

Clique aqui e veja a matéria sobre cuidados e manutenção dos componentes da sua bicicleta!

Vale a pena destacar que estamos fazendo um comparativo entre os diferentes grupos, mas explicando a divisão de níveis destes grupos e elencando algumas das suas principais tecnologias.

Divisão

Pode-se dizer que a Shimano oferece uma variedade de grupos divididos por hierarquia. Vamos imaginar uma escada: cada degrau da escada sobe um nível e assim funciona esta divisão, o grupo seguinte é superior ao anterior.

Para conhecer a ordem desta hierarquia veja abaixo a listagem dos grupos para Mountain Bike/XC e passeio:

  • Tourney;
  • Altus;
  • Acera;
  • Alivio;
  • Deore;
  • SLX;
  • Deore XT;
  • XTR.

O grupo Altus é superior ao Tourney; o grupo Acera é superior ao Altus, e assim sucessivamente.

Mas quais as principais características que diferenciam estes grupos?

Para que você possa entender mais facilmente, vamos dividir os grupos em 3 categorias: urbano, MTB casual e competição.

Urbano

Detalhe Shimano Tourney

O grupo indicado para o uso urbano, em estradas pavimentadas é o Shimano Tourney. Básico, é recomendado para ciclistas iniciantes, mas não se engane, o fato deste ser um grupo básico não significa que a qualidade e funcionamento deixam a desejar, há uma ótima relação custo x benefício.

 Principais características:

  • Componentes compatíveis com bicicletas que possuem cassete de 6, 7 ou 8 velocidades;
  • Conta com a tecnologia Hyperdrive, que foi desenvolvida para que os componentes trabalhem em conjunto a fim de melhorar o controle da corrente, proporcionando assim mais tração, trocas de marchas mais suaves, leves e precisas;
  • As alavancas de câmbio possuem visor de marcha óptico e intuitivo que demonstra a posição da marcha com o numeral correspondente;
  • Os freios possuem configuração de modo a evitar ruídos pela raspagem da pastilha.

 Esta é uma ótima opção para o ciclista que quer um equipamento de boa qualidade e funcionamento para uso recreacional e por um preço baixo.

MTB Casual

Na divisão “MTB Casual” podemos elencar três grupos: AltusAceraAlivio, sendo um superior ao anterior nesta ordem.

Grupo Altus

Detalhe Shimano Altus

Este grupo é um intermediário para uso em bicicletas de passeio (urbanas) e de Mountain Bike casual, ou seja, para o ciclista que passeia em estradas de terra e trilhas leves. Portanto, é o grupo de entrada para a modalidade de Mountain Bike e também oferece uma ótima relação custo x benefício.

Principais Características:

  • Componentes compatíveis com bicicletas que possuem cassete de 8 ou 9 velocidades.

Sistema de 8 velocidades: 

  • Conta com a tecnologia Hyperdrive para câmbio dianteiro, que foi desenvolvida para que os componentes trabalhem em conjunto a fim de melhorar o controle da corrente, proporcionando assim mais tração, trocas de marchas mais suaves, leves e precisas;
  • Melhor custo benefício da linha intermediária para MTB.

Sistema de 9 Velocidades:

  • Tecnologia Mega-9 que assegura uma relação de marchas curta, sem diminuir uma relação de marchas longa;
  • Conta com a tecnologia Hyperdrive para câmbio dianteiro, que foi desenvolvida para que os componentes trabalhem em conjunto a fim de melhorar o controle da corrente, proporcionando assim mais tração, trocas de marchas mais suaves, leves e precisas.
  • Potentes sistemas de freio V-Brake e Disco;
  • Manetes de trocador RAPIDFIRE PLUS que permite a troca de até 3 marchas de uma vez;
  • Apresenta operação leve e design elegante.

Esta opção é indicada aos ciclistas iniciantes do Mountain Bike pois oferece compatibilidade com uma gama maior de marchas e tem funcionamento superior em relação ao grupo anterior (Tourney).

Grupo Acera

Detalhe Shimano Acera

O Grupo Acera é superior ao grupo Altus e é indicado para o Mountain Bike esportivo ou recreacional, praticado em trilhas leves. Pode-se dizer que este é o grupo intermediário da divisão MTB casual.

Principais Características:

  • Componentes compatíveis com bicicletas que possuem cassete de 8 ou 9 velocidades.

Sistema de 8 velocidades:

  • Conta com a tecnologia Hyperdrive para câmbio dianteiro, que foi desenvolvida para que os componentes trabalhem em conjunto a fim de melhorar o controle da corrente, proporcionando assim mais tração, trocas de marchas mais suaves, leves e precisas;
  • Trocas exatas e precisas com menor perda de potência de pedalada e design elegante;
  • Melhor custo benefício da linha intermediária para MTB.

Sistema de 9 velocidades:

  • Tecnologia Mega-9 Lite (9 velocidades) que oferece a relação adequada para cada tamanho de roda/aro, proporcionando maior capacidade de manobras e um funcionamento otimizado;
  • Pedivela com design agressivo e dedicado ao MTB
  • Trocas de marcha rápidas e eficientes, com grande transferência de tração;
  • Sistemas de freio com frenagens precisas;
  • Componentes antiferrugem;
  • Câmbio traseiro com tecnologia SHADOW RD que oferece um perfil mais baixo, fazendo com que o mesmo não enrosque ou bata em obstáculos. Esta tecnologia também oferece uma tensão maior no braço do câmbio, evitando que a corrente tenha muitas oscilações e por consequência, quedas;
  • Fácil instalação e ajuste, controle intuitivo e estabilidade nas frenagens.

Este é o grupo indicado para praticantes do Mountain Bike casual que enfrentam trilhas leves e procuram um equipamento intermediário, levando em consideração as tecnologias oferecidas pelo grupo anterior Altus.

Grupo Alivio

Detalhe Shimano Alivio

O Grupo Alivio é superior ao Acera e é indicado para os praticantes que procuram por um equipamento mais avançado pois este é o melhor grupo da divisão de MTB Casual.

Principais características:

  • Componentes compatíveis com bicicletas que possuem cassete de 9 velocidades;
  • Câmbio traseiro com tecnologia SHADOW RD que oferece um perfil mais baixo, fazendo com que o mesmo não enrosque ou bata em obstáculos. Esta tecnologia também oferece uma tensão maior no braço do câmbio, evitando que a corrente tenha muitas oscilações e por consequência, quedas;
  • Maior capacidade de manobra por conta da rabeira inferior mais curta para bicicletas com rodas maiores;
  • Rigidez superior, que se adapta a todos os tamanhos de roda;
  • Instalação e remoção rápida da roda traseira, pelo câmbio de montagem direta ou tensão B extra;
  • Passagem de cabos limpos e design compacto através do design integrado de manete de freio hidráulico e alavanca de marchas.

Este é o grupo indicado para ciclistas mais experientes que praticam MTB para fins recreativos e demandam de um equipamento mais avançado.

 Competição

Estes são os grupos para ciclistas experientes que demandam de um equipamento de alto desempenho, geralmente utilizado em competições. Na divisão de competição, existem 4 grupos: DeoreSLXDeore XTXTR, sendo um superior ao anterior nesta ordem.

Grupo Deore

Detalhe Shimano Deore

Este é o “grupo de entrada” para a linha de componentes de competição da Shimano e possui tecnologia superior aos produtos da linha “MTB Casual”.

Principais características:

  • Componentes compatíveis com bicicletas que possuem cassete de 10 velocidades;
  • Oferece a opção da configuração 2 ou 3 velocidades dianteiras e 10 velocidades traseiras;
  • Conta com a tecnologia DYNA-SYS que oferece uma relação de transmissão mais próxima, para um desempenho de trocas de marcha e transferência de potência melhorados;
  • Opção de câmbio traseiro com tecnologia SHADOW RD ou SHADOW RD+ que oferece um perfil mais baixo, fazendo com que o mesmo não enrosque ou bata em obstáculos. Esta tecnologia também oferece uma tensão maior no braço do câmbio, evitando que a corrente tenha muitas oscilações e por consequência, quedas. A diferença do sistema Shadow RD+ é que esta possui um estabilizador de corrente ajustável, proporcionando uma tensão ainda maior no braço do câmbio;
  • Opção do sistema de freio a disco de alta potência ICE-TECHNOLOGIES que proporciona maior refrigeração à pinça e pastilhas de freio;
  • Opção do cubo E-THRU, que oferece maior rigidez.

Grupo SLX

Detalhe Shimano SLX

Este é o grupo intermediário da divisão de competição, é superior ao Deore, e deriva dos grupos XTR e Deore XT.

Principais características:

  • Componentes compatíveis com bicicletas que possuem cassete de 10 ou 11 velocidades;
  • Oferece opção da configuração 1 ou 2 velocidades dianteiras e 11 velocidades traseiras ou 3 velocidades dianteiras e 10 velocidades traseiras;
  • Tecnologia DYNA-SYS e DYNA-SYS11 que oferece uma relação de transmissão mais próxima, para um desempenho de trocas de marcha e transferência de potência melhorados;
  • Câmbio traseiro com tecnologia SHADOW RD+ que oferece um perfil mais baixo, fazendo com que o mesmo não enrosque ou bata em obstáculos. Esta tecnologia também oferece um estabilizador de corrente ajustável, proporcionando uma tensão ainda maior no braço do câmbio, evitando que a corrente tenha muitas oscilações e por consequência, quedas;
  • Sistema de freio a disco de alta potência ICE-TECHNOLOGIES que proporciona maior refrigeração à pinça e pastilhas de freio.

Grupo Deore XT

Detalhe Shimano Deore XT

 

Este é o grupo de alto desempenho da divisão de competições, sendo superior ao anterior, SLX.

Principais características:

  • Componentes compatíveis com bicicletas que possuem cassete de 11 velocidades;
  • Oferece opção da configuração 1, 2 ou 3 velocidades dianteiras e 11 velocidades traseiras;
  • Tecnologia DYNA-SYS 11 que oferece uma relação de transmissão mais próxima, para um desempenho de trocas de marcha e transferência de potência melhorados;
  • Câmbio traseiro com tecnologia SHADOW RD+ que oferece um perfil mais baixo, fazendo com que o mesmo não enrosque ou bata em obstáculos. Esta tecnologia também oferece um estabilizador de corrente ajustável, proporcionando uma tensão ainda maior no braço do câmbio, evitando que a corrente tenha muitas oscilações e por consequência, quedas;
  • Sistema de freio a disco de alta potência ICE-TECHNOLOGIES que proporciona maior refrigeração à pinça e pastilhas de freio;
  • Aperfeiçoamento para bicicletas do segmento de cross country ao enduro/all mountain mais agressivo;
  • Design compatível com bicicletas full-suspension ou suspensão total e de rodas grandes;
  • Retenção da corrente melhorada e trocas mais estáveis no sistema traseiro;
  • Trocas fortes e estáveis no sistema dianteiro.

Este é o grupo de alto desempenho da divisão de competições e ainda oferece a opção do sistema DI2 (Digital Integrated Inteligence) que é o sistema de transmissões eletrônico desenvolvido pela Shimano.

Este, oferece compatibilidade para transmissões de 1 ou 2 velocidades dianteiras e 11 velocidades traseiras.

O sistema eletrônico fornece muito mais precisão e suavidade nas trocas de marchas e conta com visor digital e configurações personalizadas ajustáveis nos trocadores.

XTR

Detalhe Shimano XTR

Este é o melhor grupo de toda linha Shimano. Superior a todos os outros, o XTR oferece altíssimo desempenho e tecnologia.

Principais características:

  • Componentes compatíveis com bicicletas que possuem cassete de 11 velocidades;
  • Oferece opção da configuração 1, 2 ou 3 velocidades dianteiras e 11 velocidades traseiras;
  • Tecnologia DYNA-SYS 11 que oferece uma relação de transmissão mais próxima, para um desempenho de trocas de marcha e transferência de potência melhorados;
  • Câmbio traseiro com tecnologia SHADOW RD+ que oferece um perfil mais baixo, fazendo com que o mesmo não enrosque ou bata em obstáculos. Esta tecnologia também oferece um estabilizador de corrente ajustável, proporcionando uma tensão ainda maior no braço do câmbio, evitando que a corrente tenha muitas oscilações e por consequência, quedas;
  • Desenho de câmbio dianteiro SIDE SWING que aumenta o desempenho das trocas de marcha;
  • Sistema de freio a disco de alta potência ICE-TECHNOLOGIES que proporciona maior refrigeração à pinça e pastilhas de freio;
  • “Rider Tuned” opção de freios XTR Race ou Trail.

Este é o melhor grupo de componentes da Shimano, e igualmente ao XT, oferece a opção do sistema DI2 (Digital Integrated Inteligence) que é o sistema de transmissões eletrônico desenvolvido pela Shimano.

Este, oferece compatibilidade para transmissões de 1, 2 ou velocidades dianteiras e 11 velocidades traseiras.

O sistema eletrônico fornece muito mais precisão e suavidade nas trocas de marchas e conta com visor digital e configurações personalizadas ajustáveis nos trocadores.

Confira o vídeo abaixo demonstrando um pouco do funcionamento do sistema eletrônico:

Conclusão

A Shimano, marca mundialmente conhecida pela produção de componentes para bicicletas, oferece opções variadas de grupos de componentes para diversos níveis de ciclismo. Todos os produtos tem ótima relação custo x benefício.

É importante salientar que os componentes devem ser utilizados de acordo com sua categoria e grupo, a fim de obter máximo desempenho do equipamento. Procure sempre analisar a categoria para qual o grupo de componentes é recomendada e escolha a que melhor atende às suas necessidades.

As informações presentes neste artigo foram elaboradas com base no Catálogo de Produtos Shimano 2017.

 

Se você tem alguma dúvida ou sugestão, deixe um comentário ou entre em contato conosco pelas redes sociais ou telefones de atendimento abaixo:

Facebook

Instagram

Doutor Bicicleta – Visite nossa loja 

Telefone: (47) 3635-3903

Whattsapp: (47) 99790-1819

Email: [email protected]

 

Quais são os Grupos Shimano e suas principais características?

28 ideias sobre “Quais são os Grupos Shimano e suas principais características?

    • 18 de julho de 2017 em 08:45
      Permalink

      Olá Eduardo! Que bom que gostou!
      Confira também nossa matéria sobre os grupos SRAM! (:

      Fique ligado para mais, abraços!

      Resposta
  • 23 de agosto de 2017 em 23:40
    Permalink

    Muito bom o artigo, me ajudou muito na escolha do meu grupo Shimano.

    Resposta
    • 24 de agosto de 2017 em 11:31
      Permalink

      Legal Gláucio! COntinue ligado no blog para mais dicas sobre o mundo das bikes!

      Resposta
  • 15 de setembro de 2017 em 13:16
    Permalink

    Muito Esclarecedor, excelente artigo para pessoas iniciantes como eu. Existe algum comparativo shimano x sram ?

    Resposta
    • 18 de setembro de 2017 em 09:39
      Permalink

      Olá David, que bom que gostou! Não fizemos nenhum comparativo de equivalências entre os grupos Shimano e SRAM pois embora tenham algumas semelhanças, são sistemas diferentes. O que se faz muito é comparar pelo nível hierárquico, mas a nível de característica de equipamento as diferenças são maiores. Fique ligado, de repente podemos publicar algo neste sentido! (:

      Resposta
  • 13 de janeiro de 2018 em 10:53
    Permalink

    tem certeza que o Dynasys só está na linha deore pra cima?? tinha visto no google um Altus que dizia ter DynaSys

    Resposta
    • 18 de janeiro de 2018 em 11:16
      Permalink

      Vinicius, as informações desta matéria foram retiradas do catálogo de produtos da Shimano de 2017. Alguns componentes da linha Altus/Acera possuem tecnologia HYPERDRIVE por exemplo.

      Resposta
  • 27 de janeiro de 2018 em 03:05
    Permalink

    muito bom este post, consegui tirar todas as minhas duvidas e finalmente consegui definir qual kit devo comprar. muito obrigado.

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2018 em 20:51
    Permalink

    Ue, cadê o grupo ZEE da Shimano, ele também não faz parte ? ?

    Resposta
    • 29 de janeiro de 2018 em 09:40
      Permalink

      Gustavo, como o nosso blog é mais direcionado para o Mountain Bike (XC), abordamos somente os grupos aplicáveis à esta modalidade. Como o Saint e o Zee são grupos indicados para Downhill/Freeride não abordamos nesta matéria. O mesmo acontece com os componentes para Speed. Mas fique ligado, de repente fazemos uma matéria sobre estas variações. Abraço!

      Resposta
  • 28 de fevereiro de 2018 em 13:39
    Permalink

    Boa tarde! Estou vendo duas bykes para comprar, uma de câmbio Acera e outra o Absolute. Em qual categoria o Absolute se enquadra? a Acera é 300 reais mais cara, compensa pegar a Absolute mais barata ou investir a mais na Acera?

    Resposta
    • 2 de março de 2018 em 08:37
      Permalink

      Olá Lucas! A linha de componentes Absolute é uma alternativa, com padrões (de compatibilidade) parecidos com os da Shimano. No entanto, os componentes Shimano possuem qualidade de materiais e funcionamento, assim como a durabilidade superior, então, o investimento certamente vale a pena.

      Resposta
  • 8 de abril de 2018 em 12:46
    Permalink

    Montei uma bike legal para ir trabalhar e fui assaltadi. Perdi totalmente o tesao. Agora só vou de Barra forte. Boa sorte aos demais .

    Resposta
    • 9 de abril de 2018 em 08:27
      Permalink

      Adrian, esta infelizmente é uma situação complicada aqui no Brasil:/ Mas não deixe isso atrapalhar o seu pedal, não se dê por vencido!

      Resposta
  • 9 de abril de 2018 em 20:54
    Permalink

    Nobre,
    Estou começando agora no MTB, ainda sou bem leito, seu blog tem ajudo muito a abrir minha mente.
    Uma dúvida com relação aos grupos, quais seriam as diferenças na prática de um grupo para outro? Por exemplo, um é mais difícil de desregular que outro, ou um encaixa a marcha de forma mais macia (isso falando sobre Altus, Acera e Alivio).
    Por enquanto tenho uma Caloi 26, mas quero adquirir uma 29 com um grupo bacana pra ser bom e não ter dor de cabeça.
    Valeu!!!

    Resposta
    • 10 de abril de 2018 em 17:19
      Permalink

      Olá Danilo! O que muda de um grupo para outro é principalmente o material utilizado e a tecnologia investida no funcionamento do componente. Todos estes mencionados são grupos indicados para a prática do Mountain Bike recreativo. No caso do câmbio traseiro Alivio por exemplo, possui tecnologia Shadow, que faz com que o câmbio seja mais compacto, diminuindo o risco do mesmo bater ou enroscar em obstáculos. O peso dele também é menor em relação aos outros grupos anteriores.Então tem bastante detalhe deste tipo. Eu lhe recomendaria analisar que tipo de pedal você vai realizar. Se é mais passeio, estrada de terra e asfalto, o grupo Altus de 27 velocidades vai te atender bem, tem um custo bom e funciona legal. Já se você procura fazer um pedal um pouco mais agressivo, de repente pegar uma trilha, o Alivio seria mais indicado.

      Resposta
  • 11 de abril de 2018 em 20:05
    Permalink

    Cara, muito obrigado. Isso é coisa que vendedor não fala na loja de jeito nenhum, só querem te vender o mais caro sem saber das suas necessidades. Por isso to tentando aprender mais sobre bike pra não precisar entrar nessas “lojas” e ser passado para trás. Blogs como o seu ajudam demais nisso. Muito obrigado.
    Então pra mim um Altus tá muito bom, uso a bike no dia a dia, só lazer. Trilha é só uma ou outra estrada de chão que a gente entra par brincar um pouco.

    Resposta
  • 26 de abril de 2018 em 21:39
    Permalink

    Muito obrigado, tirou minhas dúvidas !

    Resposta
  • 1 de julho de 2018 em 21:53
    Permalink

    Boa noite, gostei muito do blog e estou interessado em pegar um grupo alivio, deore e superior, mas estou com medo da durabilidade. Qual a durabilidade destes?

    Resposta
    • 2 de julho de 2018 em 09:08
      Permalink

      Claudinei….a durabilidade de um grupo varia muito pois existem vários fatores, como chuva, barro, lama, o nao uso de lubrificante, etc que pode “detonar” um grupo muito rapidamente.

      Resposta
  • 25 de julho de 2018 em 15:32
    Permalink

    Olá, Doutor! Estou com uma Schwinn Colorado 29 há uns 4 meses, toda com componentes Tourney RD300 e a catraca MegaRange da Shimano. Já rodei mais de 1.000 km com ela (várias trilhas médias/pesadas), sempre lavo e lubrifico a bike após cada pedal e o grupo continua me atendendo muito bem!! Meu pedivela também é um Tourney de eixo ponta quadrada… gostaria de saber se posso trocá-lo por um Acera M3000 Octalink (visando mais desempenho e durabilidade) e se o funcionamento continuará perfeito, pois ouvi dizer que o pedivela Acera só “casa” com os demais componentes do próprio grupo… isso procede? Obrigado!

    Resposta
    • 2 de agosto de 2018 em 17:12
      Permalink

      Alan… não vai ter problema você usar esse pedivela. Contudo você vai ganhar uma melhoras “visível” apenas no peso..
      Você vai conseguir ver uma melhora no rendimento e na troca de marchas se trocar cambio traseiro e cassete junto com o pedivela! é isso ai… boas pedaladas! 🙂

      Resposta
      • 3 de agosto de 2018 em 07:26
        Permalink

        Ok, doutor, entendi e vou fazer a troca!… e sobre tentar usar apenas o novo cambio traseiro Acera ou o Altus (que são shadow), com a minha MegaRange, continuando com meus passadores (rapid fire) de 7 velocidades?… isso realmente não funcionaria? Haveria problema na regulagem/troca de marchas? Valeu, doutor, um abraço e obrigado!

        Resposta
        • 8 de agosto de 2018 em 09:13
          Permalink

          Alan, ai os câmbios vão ter que ser compatíveis com 21 velocidades.. vamos que vamos! abraços 🙂

          Resposta
  • 6 de agosto de 2018 em 02:30
    Permalink

    A marca do quadro , influencia ?

    Resposta
    • 8 de agosto de 2018 em 09:12
      Permalink

      Celso, acho que é uma das coisas que mais importa. Pois por exemplo, uma bike toda com relação Shimano Alivio e você comparar com outra bike também com a mesma relação.
      O que vai diferenciar a bike será o quadro, a suspa, o cockpit e as rodas, pois o grupo será o mesmo!
      Espero ter ajudado! Boas pedaladas! 🙂

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *