Você conhece as principais características de uma bicicleta intermediária?

A Doutor Bicicleta escreveu uma série de publicações intituladas “Começando no Mountain Bike: bicicleta de entrada“, destinada aos ciclistas que estão iniciando e estão na dúvida sobre qual bicicleta adquirir. Nesta série falamos sobre quais são as principais características das mountain bikes de entrada, o que elas visam oferecer e mostramos alguns modelos comercializados pela Doutor Bicicleta.

Agora vamos subir mais um degrau: vamos falar sobre bicicletas intermediárias.

Opções de bicicleta intermediária
Opções de bicicleta intermediária

Bicicletas Intermediárias

Basicamente existem três classificações para uma bicicleta: de entrada, intermediária ou de competição. Consideremos uma divisão de diferentes níveis dentro destas três classificações (entrada, intermediária ou de competição). Podemos comparar esta divisão à uma escada; cada degrau representa um nível. 

Assim funciona com os componentes das bicicletas, eles tem diferentes níveis. Isto não quer dizer que o mais básico é ruim e o mais avançado é bom; todos tem um bom funcionamento. O que acontece é que o estudo e tecnologia investidos na engenharia e produção de cada componente é diferente. 

Ilustração níveis de bicicleta: entrada, intermediária e competição
Ilustração níveis de bicicleta: entrada, intermediária e competição

As bicicletas de entrada geralmente são equipadas com componentes mais básicos, pois visam oferecer uma boa relação custo x benefício. Já bicicletas intermediárias tem uma gama de componentes e níveis maior, e por consequência, uma variedade de combinações e preços.

Um exemplo da divisão de níveis hierárquicos é os componentes Shimano, que possui uma grande variedade de modelos, cada qual com sua recomendação e característica específica.

Podemos então definir que a bicicleta intermediária visa oferecer uma relação custo x benefício boa, utilizando componentes intermediários, destinados à praticantes mais experientes e/ou que demandam mais de seu equipamento. E aí estamos falando de sistemas de freio hidráulicos, maior número de velocidades (marchas), suspensões com trava no guidão e maior tecnologia de amortecimento, transmissões desenvolvidas para oferecer maior encaixe e rendimento e uma infinidade de outras características.

Esta é a bicicleta ideal para o ciclista que pedala em trilhas, estradas de terra ou até na cidade e quer um bom equipamento sem que haja a necessidade de investir valores extremamente elevados. Geralmente os ciclistas que estão começando a entrar mais profundamente no mundo do Mountain Bike utilizam esta categoria de bicicleta, que é a porta de entrada para o próximo nível: competição.

Opções de Bicicleta Intermediária

Assim como fizemos na série “Começando no Mountain Bike: bicicleta de entrada”, vamos apresentar alguns modelos comercializados pela Doutor Bicicleta para te nortear.  Você vai notar as principais características e tudo o que falamos nesta publicação.

Matéria sobre a Groove Ska 50

Matéria sobre a Audax ADX 200

Matéria sobre a Cannondale Trail 4

Matéria sobre a GT Karakoram Comp

Matéria sobre a Audax ADX 300

Matéria sobre a GT Karakoram Sport

Matéria sobre a Groove SKA 90

Matéria sobre a Groove SKA 70

Conclusão

A bicicleta intermediária é ideal para o ciclista que acumulou alguma experiência e demanda maior desempenho do seu equipamento. As bicicletas intermediárias oferecem boa relação custo x benefício, porém, com componentes de maior tecnologia se comparados às bicicletas de entrada.

Você encontra uma grande variedade de bicicletas na Doutor Bicicleta!

Se você tem qualquer dúvida ou sugestão, deixe um comentário ou entre em contato conosco em nossas redes sociais ou números de atendimento abaixo:

Facebook

Instagram

Doutor Bicicleta – Visite nossa loja

Telefone: (47) 3635-3903

Whattsapp: (47) 99790-1819

Email: contato@doutorbicicleta.com.br

 

 

 

Como escolher uma bicicleta intermediária

2 ideias sobre “Como escolher uma bicicleta intermediária

  • 14 de Janeiro de 2018 em 18:26
    Permalink

    a GT timberline expert 29 é ma boa escolha ?

    Resposta
    • 15 de Janeiro de 2018 em 08:49
      Permalink

      Olá Eduardo. Os quadros fabricados pela GT possuem ótima qualidade na construção e acabamento. A combinação de componentes visa oferecer custo x benefício. Se a bike possui o número de velocidades e características que você procura, e que vão te atender, o modelo é sim uma boa escolha.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *